Amor · Colaboradora · Poesia

Por: Mari Oliveira

Sólida. Rocha. Dura. Todos a chamavam assim. Mas alguém já se perguntou o que aconteceu pra ela se tornar assim? Às vezes viver a vida do outro nos torna mais humanos. E viver a vida dela iria te tornar. Era fechada sim. Mas amava por dentro. Era sólida sim. Mas sabia tirar o melhor da vida. Sem pai. Sem mãe. Sabia ajudar o próximo. Só era calada. Ela só estava triste. Triste porque ninguém a amava. Ninguém se preocupava com ela. Ninguém ligava. Mas um dia, ela conheceu alguém que se importou. Alguém que a via do jeito flor de ser. Meigo. Amável. Bonito. Frágil. Então ela amou. Ela sorriu. Ela se alegrou. Mas ela também caiu. Ela também chorou. Ela também deitou. Mas tudo isso no seu porto seguro. Na sua fortaleza. Nos braços do Pai. Ela sabia que alguém lá em cima fazia o que ninguém aqui embaixo faria. E por isso viveu. Viveu como se não houvesse amanhã. Como se tudo fosse à última vez. Com o amor que ela conheceu nos braços de seu Pai. Mas ela tinha que ir. O Pai a havia chamado pra ficar com Ele mais cedo. Ela foi feliz. Foi radiante. E deixou seu amor aqui. Deixou seu rastro de flores ao chão. Deixou seu brilho. Seu riso. Seu carinho. Seu abraço. Às vezes você só precisa tirar o bom da vida. Ela tirou. E você?
Mariana Oliveira
tumblr_luf5grbSLv1r2dcwp
A IMAGEM USADA NÃO PERTENCE AO BLOG. QUALQUER RECLAMAÇÃO QUANTO AOS CRÉDITOS, POR FAVOR, ENTRAR EM CONTATO.
Anúncios

7 comentários em “Por: Mari Oliveira

Comente o que achou desse post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s